Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

O EXPRESSO DE RETIRO II(NUM OUTRO TRECHO)

O maquinista de um trem fantástico me conduza para um outro lado onde já me espera o que ainda não vi! 
O trem plataforma aeronaves, o 'não se conforma', o embarque o anúncio destaque no diário oficial! 
O mundo é bom deu na televisão, cai estrela renasce em sol arrebol, sai escuridão, sai guizo da cobra serpente 
Serpenteia riacho ribeirão o 'tudo tão certo', o maquinista esperto expresso do Cairo Calicute Calcutá Marrakesh Casablanca 
Faraó embarcou, desceu em Mossoró... o trem é doido, o trem parte, o trem é lanche no horizonte aparte, o embarque pro futuro... 
ô maquinista me espera, seu trem é fantástico suas rodas, cada linha que passa e deixa para o montão, o montão de qualquer coisa... 
não deu pra ver, era vulto, outra coisa, era um zum-zum de avião, carro astronave embarcação, a baldeação mais louca e apressada para se chegar a algum lugar ao sol! 
O sol ali até mudar de lugar e com a lua me seguir! 
Máquina maravilhosa e admirável que em disparada dispara amor... errante navegante que de 'não sei onde' me pegou!  
O trem piuí piuí... virou pássaro voou, o trem do barulho que some na vastidão, que não me espera aqui nessa estação enquanto passo o tempo a esperar embarcação 
com alguma condução quero chegar...! 
Um trem novo de maquinista bêbado do diesel, e soprando o carbônico que a dona maria-fumaça o mandar! 
Quer contaminar com poeira de estrada, contaminar com saudades que deixa o coração! 
Vou pegar minha touca e óculos de natação para refrescar a cabeça flutuando nesse espaço sideral! 
Aproveitar uma brisa espacial e me deixar levar pelo rumo do coração! 
ri e chora faz piuí... e o trem nos deixa em algum lugar que não se sabe não se pode chegar com os próprios pés! 
Piuí o trem do futuro do maquinista fantástico que deixa a ignição e nos deixa sem condução ou condição de trilhar! 
Acaba a linha do caderno, acaba um espaço entre as estrofes do verso que soa eterno soa piuí... essa linha vai além do horizonte, 
vai nos deixar loucos, cansados aos montes... a embarcação nos leva como um gado feliz, nos leva a mugir em piuí, quiuí, um tic tac ali, 
meu relógio aqui, a hora voa, o tempo passa se adianta e chega na frente o trem não descarrila, 'tá doido pra chegar' e leva a alegre gente para o outro lado do espaço!
 
MAIS DE MIM EM:
Género: