Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

O FIM DO PLANETA TERRA

Ouço o barulho

Da serra elétrica

Cortando as vidas.



O ar que eu respiro

Agora tem cheiro de veneno,

A chuva não refresca,

A chuva agora é ácida.



Se mata a sede com gosto de cloro,

E quando a Terra grita de dor

Chamam-na de malvada;

Na hora dos furacões,

Na hora em que as enchentes

Levam as casas.



Antes fazia frio

Hoje o inverno é quente,

Eu queria esquiar na neve

Mas o gelo já derreteu!



Sim!Eu tenho medo!

Sim!Eu tenho medo!



Eu tenho medo

De andar na rua

E não ver mais árvores,

Eu tenho medo

De olhar o céu

E não ver os pássaros,

Eu tenho medo

De abrir a torneira

E não ter mais água.



Sim!Eu tenho medo!

Sim!Eu tenho medo!



JM JAMILA MAFRA

 

Género: