Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

O pecado da rosa

Minha rosa de sangue
Ó pétala infame,
Com perfume meloso
Traz o drama amoroso.
Teu aroma de caos
Emputecendo o pecado.
As narinas não esquecem
Os pingos que aquecem
Nas chuvas de fogo-fátuo.
Deixada na beirada do lago:
Meu coração boiando dor
Afogado no teu torpor.

 

Género: