Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

O RELÓGIO NÃO PARA E O TEMPO PASSA

TUDO PASSARÁ - NELSON NED - (1969)

O RELÓGIO NÃO PÁRA E O TEMPO PASSA

Chega-se perto de alguém e diz:

- Dá-me um pouco do seu tempo!

- Esse alguém diz:

- Meu tempo é curto e corrido,

  não posso parar estou sem tempo no momento.

Dirige-se à outra pessoa, preciso um pouco do seu tempo.

- Este por sua vez responde:

- Meu tempo esgotou-se, o trabalho me espera.

- O aflito responde:

- Atende-me agora, porque o meu tempo  está chegando,

talvez este está mais esgotado que o seu.

Um dia todos estes irão dizer: 

Quem dera voltasse o tempo! Então eu iria parar um pouco o meu tempo e ocupar-me dando ouvidos aquele que prescisou do meu tempo e que também já estava sem tempo.

O aflito foi embora com o tempo e este tempo não voltará jamais!

O tempo é o hoje, o agora  o Já!

Madalena Cordeiro  27/08/2016

Género: 
Você votou 'Gosto'.

Comentários

Bom dia! "Que bom ter você! Hoje é um dia especial, lembrei-me de você e aqui você está.

Eu senti sua falta, mas ainda dá tempo de te abraçar..Que bom você está aqui!

Abraça-me como se o tempo não fosse parar, passar, hoje, agora já"!

Madalena Cordeiro

Abraços à todos!

Sabendo que ele não volta mais!

Beijinho

 

 É verdade amigo Murty! "O tempo é curandeiro,mas também traiçoeiro, em alguns momento, bom tempo... Em certo momento péssimo tempo.

O jeito é dar tempo ao tempo".

Madalena Cordeiro

Abraços!