Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

O teu corpo

O Teu Corpo

Vamos rir, rir sem parar, olhar e sentir. Vamos sentir a vida, acalmar os astros, cheirar o céu, sentir o tempo sem tempo... Caminhar ao ritmo dos nossos corações, sentir sem parar, parar para sentir, parar para amar. Que bom que tu existes meu amor.

Quero que saibas que o tempo não faz sentido sem o teu corpo, que o teu corpo está em todo o lado.

Quero que saibas que posso correr toda a vida, utilizar todo o meu tempo que nunca vou ter o teu corpo inteiramente, não, nunca o vou ter por completo, não… Não porque ele é infinitamente belo, não… Não porque vou querer sempre mais e mais, não… Não porque sinto-o em todos os sítios por onde caminho, não… Não porque vejo-o dentro de todas as coisas, não… Não porque ele não acaba, deixou de ser carne para ser sentimento, deixou de ser pele para ser alma, para ser dor, prazer e loucura, é um ser dentro de outro ser que és tu meu amor.

16/03/2018

15:15

MS

Género: