Paixão

O teu corpo

O Teu Corpo

Vamos rir, rir sem parar, olhar e sentir. Vamos sentir a vida, acalmar os astros, cheirar o céu, sentir o tempo sem tempo... Caminhar ao ritmo dos nossos corações, sentir sem parar, parar para sentir, parar para amar. Que bom que tu existes meu amor.

Quero que saibas que o tempo não faz sentido sem o teu corpo, que o teu corpo está em todo o lado.

ABISMOS

Abismos

Somos um abismo que se toca nas profundezas.

Tricotamos nas malhas da escuridão,

Rasgamos beijos sem pontes, e no infinito tocamos cítara.

Fomos tão perfeitos que nos não viam,

Fomos tão bons que negaram a nossa existência.

Foi o que fomos…

A escada do firmamento rasga em lâminas

E nós com o calcanhar gretado,

Saltamos para o colo um do outro.

PÁ - E- CHÃO

PÁ - E - CHÃO

Sentimento mais estranho,

Começa num olhar,

Vira amizade.

Sorrisos, contos e encantos,

De repente vira paixão,

Tudo muda, é so fascínio, sedução,

Pensamento não muda o tom,

Sempre a mesma direção,

E assim do nada acontece,

Algo que ninguém merece,

Pá e chão.

Você se vai.

Autor: José Alves Cordeiro ( irmão de Madalena Cordeiro)

Pages