Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Olhares!

Quando você me olha

me chama para perto de ti, minhas vontades, 

já não me pertencem mais, me entreguei

plenamente aos teus delírios… estou afim

Quero teus beijos, todas as carícias, a loucura

Meus pensamentos, não são meus, são em ti

Minhas pulsantes batidas do coração

ele acelera… agita-se minha mansidão sem fim

Cubro-te com beijos, toques, lambidas e carícias

tudo em nome do amor, aquele sentimento

causando em mim, múltiplos arrepios

e, assim nos amar… um amor infinito

eterno e cúmplice, agora… já!

(DiCello, 30/04/2020)

Género: 
Você votou 'Gosto'.