Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Onde nasce a poesia? você sabe?

Sei o que sinto, nasce em mim

nas entranhas mais insanas

mais intensas deste pensamento

Muitas afloram simplesmente da alma

outras apenas vem da magrugada

onde não ha mais sono….

Há ainda, aquelas que são sofrimento

são inquietude… fome… desejo

assim, o romântico… o apaixonado

Derrama gotas de anseios

são suas vontades inflamando

atiçando seu coração, sua alma

a qual errante se permite sentir

viver instantes que lhe escorrem pelos dedos

empunham seu instrumento

e traduzem num papel em branco

linhas… rimas, versos…. verbos

adjetivos… atores e protagonistas

cúmplices amantes mergulhados

tatuados em forma de letras, palavras

sensações sem limites…

Silenciam-se, aquietam-se

ao deslizarem sobre o corpo…

a mansidão deste seu desejo

inspiração é a transpiração do poeta

A poesia é um delírio… é um fervilhar

um exaltar de emoções plenas

feito os versos de Neruda… 

Exalta-se ao compartilhar com o mundo

seus segredos mais infames

nasce assim, da alma para o universo

os mais controversos poemas

Será assim mesmo?! ou é delírio?!

(DiCello, 27/11/2015)

Género: