Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

"ONTEM, HOJE E AMANHÃ"

“ONTEM HOJE E AMANHÃ"

Ontem.........

Não te reconheces. Nem queres saber

Não sabes porque estás longe de mim

Mas mesmo que soubesses. Apenas queres viver.

 

Hoje..........

A saturação reclama. A paciência diz-se esgotada

Uma vez mais, em vezes sem fim

Entrou em greve. Por tanta coisa adiada

 

Amanhã …………

O tempo é bastante? O tempo soube amar?

Inconsolado, escoa-se na monotonia.

O tempo, quanto tempo tem para te dar?

 

Tu...Sabes………….

Num imenso, desprovido sentir.

Desfaleces em inesperada agonia,

Sentes, sabes, mas não queres, nunca, soubestes fugir.

 

Eu….Sei!….. E…. Sinto.....

Não é vida, não é morte.

Apenas o meu, e o teu destino, em solidão.

Somente a minha e a tua sorte

. ………………………………………………………….(o tempo foge)

Esquece, sorri e vem para junto de mim!

Anda, vem dançar, redopiar no salão da ilusão.

Em cada vida, só há um dia assim.

 

(Ontem, hoje e amanhã. Tu sabes, eu sei e sinto. No salão da ilusão prendi o  tempo à tua imagem e redopio a solidão ao compasso da imaginação)

 

João Murty

 

 
 
 
Género: 

Comentários

Taty Vasconcelos's picture

Belo texto!

Grato pela sua visita Taty Vasconcelos. Que a Musa esteja sempre presente nos momentos da sua escrita.

Saudações Poéticas