Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Os Segredos

 
Os segredos.
Esses mesmos segredos,
Esses tais segredos, que sabem mas não conhecem
Os murmúrios que ouvem segredos.
 
Esses murmúrios que ouvem e não escutam,
Que sabem mas não conhecem,
São o pano de fundo das águas
Mas não o mar.
 
O mar, o mar são os tais segredos.
Aqueles que, como eu, dizem e não contam
– São os segredos do mar profundos como os meus!
 
A beleza das belezas,
Nas conchas, algas, peixes,
Búzios e rochedos...
E por dentro? Não se mostram?
Não: estão forrados com os medos.
 
Se o interior fosse desvendado pelo exterior,
Não mais seria interior,
Quando ele é apenas interior.
Então assim fiquemos: interior no interior.
Mistério no mistério.
E os segredos continuam segredos.
A beleza não estala e continua beleza.
 
O mistério sabe-se, mas não se conhece.
O mar vê-se, mas não se olha.
 
Eu digo, mas não conto.
 
 
 
 
Género: