Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Páginas da Vida

Folheei as páginas da Vida

A um ritmo alucinante

Sem ler a história contida,

Sem saborear o instante.

 

Continuamente reescrevo

Palavras que não existem,

Mas que no silêncio insistem

Em mostrar o seu relevo.

 

Resta o finalizar da história

Que o tempo não revelou,

O construir da memória

De um futuro que emancipou.

 

Será o fim, o recomeço,

Um enraizar da idade.

Será um querer sem endereço,

Um reformular da realidade.

Género: