Perdido em nuvens (Parte VI/Final)

Ambição não tenho pouco
arde tarde e mais que fogo
Mas atenção, não tenho foco
Olha ali um pombo morto

Desgraçado do pássaro
traçado com roedor
Essa ave, não é grave
é só um rato voador

Contaminador
tanto quanto a minha dor
que é continental
quando devia ser açores

Isolado do mundo
no fundo desolado
encostado no canto
queria tanto ser degolado

Com os pés na terra
e uma asa de cada lado
se um dia eu vou 'pá guerra
eu voo já derrotado

Que não haja quem me enterra
quando for, que vá cremado
'Pa ser feliz, mudei de país
mas nunca mudei de estado

Tenho uma 'pedra' que me pesa
não me peças um bocado
'À pala' dessas merdas
esses merdas são safados

Sem sarcasmo, eu tenho asco
deste safado vazio
Ele é um asno sem o seu povo
aquele que ouve, o seu fado vadio

Género: