Preciosos diamantes

Como bagas amadurecidas pelo tempo
Tocando meus lábios com delicadeza
Serão teus beijos meu puro alimento, com certeza
E em tardes primaveris etéreo passatempo?!

Pelas rotas íngremes do meu coração
Serão teus beijos a mais viva chama
Em noites frias, à meia-luz na tua cama…
Acalentando a minha alma com emoção?!

Como um jardim ao radiar da aurora
Serão teus beijos luzentes de inspiração:
Gotas de orvalho escorrendo em minha língua com satisfação?!

Como notas sonantes de uma alegre sinfonia
Serão teus beijos meu repouso, minha harmonia...
Sumptuosos diamantes em meu peito pela noite fora?!

Género: 
Você votou 'Não gosto'.

Comentários

Parabéns, belo soneto.

João Murty