Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Quietude

Quietude
 
No poder transitório
do que resta nesta juventude
apelo à tua latitude fiel 
concêntrica e soberana
bebendo na quietude do céu
a longitude pletórica
no sincronismo das palavras
nunca ditas
esvoaçando daqui
até além onde rogamos
à fé 
toda a amplitude
cheia de virtude
casta e serena
que nunca se ilude
porém ainda que se escude
singela ou rude
é-me fiel e cheia de magnitude
FC
Género: