Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

REALIDADE ALTERNATIVA

           A Linguística faz do poeta um anjo desesperado, voraz a devorar limitados símbolos sem significado. E de repente, as palavras se tornam vivas, saltam sobre a tela ou saem do papel desesperadamente lindas ou ásperas a se deliciarem no ritmo alucinado do pensamento. Um poeta amador delineando um poema amável, uma poesia alada. Alguma vez você contemplou o universo completamente nu, jogado aos seus pés? Assim como Rimbaud, a doçura e o desespero do amor te aguardam no seu paraíso perdido, esse delicado e intenso oceano que é só seu.  Os olhos do mundo contemplam os templos em ruínas e os feitos fantásticos. Máscaras são armas das inumeráveis personalidades vazias. Concordo com Nietzsche, a arte existe para que a realidade não nos mate. Pra mim o mundo inteiro é uma sala de estar, vinho e poesia, a mistura perfeita para se embriagar, como Baudelaire ter a mente em febre delirando em fantásticas visões, espírito errante se arrastando pelo mundo a tentar sufocar a angústia. Meus ídolos são egocêntricos, pirados e suicidas. Poeta, o visionário arcanjo louco, o espírito criativo do xamã que liberta o pensamento da negação, os quatro pilares: intuição, percepção, discernimento e visão. Poeta, a personificação da autenticidade, dinâmico, magnético e interligado. Sabia que você pode ter asas?! Você já abriu as portas? Já mergulhou no abismo da criação? Já testou o fascinante caos dos sentidos? Já quebrou a mandíbula do medo e beijou o desconhecido?! 

Género: