Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Retrato. Mudado!

    Retrato. Mudado!

 

Quem és tu mulher? O que tens no rosto?

Tao taciturno, pesado, sombrio!

Não te conheço. Já não sei quem és!

Não era esse o teu rosto, mulher.

 

Nos tempos áureos de juventude,

Teu sorriso era franco, genuíno.

Eras espelho de felicidade

D' altivo orgulho, carácter impulsivo.

 

Não te apagues mulher, desperta em ti

A energia, esperança do passado

Porque as dores e mágoas que tu sentes,

São afinal iguais às d' outra gente !

 

Quem és tu mulher? O que tens no rosto?

Não te conheço. Já não sei quem és.

Género: 

Comentários

Bela homenagem à mulher!

As mulheres merecem sempre homenagens pela força, coragem e inteligência que têm demonstrado ao longo da história. Não devemos esquecer que ainda neste século, em muitos países ,têm menos valor que os animais. Triste não é?