Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Roubastes!

Você, sinuosa mulher
Seduziu meu olhares
Os quais observaram-te
 Roubastes assim a minha mente
Me possuístes o corpo,
A alma me deixando louco
Vi tua mansidão nua
As linhas, uma a uma as curvas
Me inspirei a flor da pele
Deixei-te sem graça 
Num delirante êxtase 
Em transe, fizestes me perder a linha 
E o melhor, roubaste meu corpo 
Minha insanidade, me viciei em você
Não paro de pensar em abstinência
Sexo é sem dúvida o que desejo
Aquilo que anseio contigo
Nos insanos sentimentos
E suas sensações
Tudo a flor da pele
Mas que Você roubou meu coração 
Isso eu afirmo, reafirmo
Soubestes seduzir minha mente
Me deixando em êxtase
(DiCello, 26/11/2019)
Género: