Erótico

Números mágicos...

existe qualquer coisa nos números,
que sempre me fascinou,
embora eu com a matemática,
simplesmente não me dou...
prefiro as letras aos números,
mas tenho que dar a mão á palmatória,
os algarismos quando bem ligados,
podem contar a nossa estória...
Eles dão-se aos olhares em código,
mas só quem sabe consegue ver,
que por trás da aritmética,
existe um mundo a se esconder...
Eu gosto de observá-los,
tirar-lhes muitas vezes a pinta,
mas confesso que sempre que posso,

Corpo - Homem

 

 Corpo – Homem

Despido do salivar da minha língua,

teu corpo-homem arde em fogo nas cinzas

do olhar  solto de prazer.

No topo do tronco flutuam letras de cabelos brancos,

que marcam a vivência física.

Olhos fundidos no manto da terra,

cercados por cercas escuras da noite,

Inebriam meus-  teus lábios dormentes,

respirar teu hálito,

prender tua língua na minha,

perder-me no alfabeto do Corpo-Homem.

Escorre pelo meu rosto caricias, carinhos

desenhados em teus dedos de água-fogo.

Desnudo!

Dispo-te a alma
deixando a mostra detalhes
a flor da pele entalhes
Na real tua expressão feminina
é sim, a minha inspiração
a realidade e a fantasia
os desejos detalhados
nos quais mergulho a imaginação
Me inspiro na sua beleza
na sua essência de mulher
divinal arte... naturais rimas
fluem com devoção
A ti eternizo... as linhas e curvas
incluindo a virilha...os pelos
e toda a sinuosa mansidão
Escrevo meus versos
minha poesia com paixão
Teu ser mulher
causa em mim um frenesi

Saiba!

Quero beijar os teus lábios,
provando o teu mel ardente, ele exala
lenta e compassivamente
até você, pela primeira vez gozar
Depois disso... o teu corpo
a tua alma embebida de prazeres
suavemente vou explorar
desvendando teus pontos sensíveis
subindo mais um pouco
unicamente tua boca eu quero beijar
Quero-te loucamente... agora, já
Teu prazer me entorpece
quero mais, muito mais que te excitar
Desejo cravar-me a ti...neste ato
num inflamado momento
juntos... unidos vamos exaltar

Desejo!

Meu desejo
é ver seu corpo
o todo semi vestido
quase nu
e provocando, atiçando
assanhando desejos
que causam delírios
Com essa minha maneira
o jeito verdadeiro e sórdido
forma de amar
E, sem medo
te tornas meu pecado
Meus anseios
as vontades exageradas
(DiCello, 06/10/2020)

Pages