Erótico

Números mágicos...

existe qualquer coisa nos números,
que sempre me fascinou,
embora eu com a matemática,
simplesmente não me dou...
prefiro as letras aos números,
mas tenho que dar a mão á palmatória,
os algarismos quando bem ligados,
podem contar a nossa estória...
Eles dão-se aos olhares em código,
mas só quem sabe consegue ver,
que por trás da aritmética,
existe um mundo a se esconder...
Eu gosto de observá-los,
tirar-lhes muitas vezes a pinta,
mas confesso que sempre que posso,

Corpo - Homem

 

 Corpo – Homem

Despido do salivar da minha língua,

teu corpo-homem arde em fogo nas cinzas

do olhar  solto de prazer.

No topo do tronco flutuam letras de cabelos brancos,

que marcam a vivência física.

Olhos fundidos no manto da terra,

cercados por cercas escuras da noite,

Inebriam meus-  teus lábios dormentes,

respirar teu hálito,

prender tua língua na minha,

perder-me no alfabeto do Corpo-Homem.

Escorre pelo meu rosto caricias, carinhos

desenhados em teus dedos de água-fogo.

Dois Corpos

Dois corpos desnudados,

Quais árvores no inverno,

Um no outro, enrolados.

Promessas de amor eterno,

Por entre beijos trocados,

Uma caricia, um gesto terno.

No descontrole da excitação

Perde-se o senso, a noção.

 

Caminho de único sentido,

Rumo ao epilogo final,

Tudo é dado, nada é pedido,

É momento de entrega total,

Não há objectivo definido,

Ele surgirá de modo natural.

Flutuam aromas de amor,

O mundo ganha outra cor.

 

Momentos únicos, originais,

Pages