Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

A SANGUE FRIO

A SANGUE FRIO

Sangue frio, coração vazio,

Cidade calada, 

A ordem é o silêncio.

O bang bang à toda hora,

todo instante, morre um inocente,

junto ao culpado.

Soldados que morrem com farda brasileira,

Em guerras estrangeira.

Ai de de ti Haiti!!!

Os inocentes que restam, oremos por eles!

Leis que se afrouxaram,

A frieza corre solta, niguém liga pra mais nada,

Parece que é o fim.

"Aos que crerem em Jesus, não provarão a morte,

mas, passarão da morte para a vida".

Todos os dias como um colar de Trovas...

Tema: Terror.

É nesse momento...

Feliz será quem tiver amor.

Ou tiver um amor.

 

Madalena Cordeiro

Género: 

Comentários

Não está escrito a tinta de sangue.....mas bebe na triste realidade dos nossos dias.

Beijinho Poetisa das Palavras Doces. 

Obrigada poeta João Murty!! "Estamos em um campo de guerra. Avarentos homens, morte por todos os lados.

Também há revolta da Natureza, vulcões, furacões, terremóteos, maremotos, enfim...

Corrupção, roubos seguido de mortes.

Vamos nos apegar em Deus e viver como der para viver".

Madalena Cordeiro