Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Sem Beijos Na Areia da Praia

Sem risos de noite no jardim,
Sem abraços na grama ao olhar as estrelas,
Sem passeios debaixo da chuva.


Cem beijos na areia da praia?

Sem beijos na areia da praia.

Solidão no leito de um hospital
E a maldita lembrança
De um amor que nunca aconteceu
E nunca acontecerá.



Sem fotos sorrindo na mesa,
Cem curativos sujos com um sangue podre
Depois de mais uma cirurgia
No osso de uma coluna dolorida.



Sem juras de amor eterno
Que no fim sempre acaba.
Cem comprimidos de antibióticos
Que nunca curam a doença incurável.


Sem lembranças gostosas
Para aliviar a dor do presente
Causada pelo passado.


Cem futuros de calamidades e maldades
Nesse planeta deteriorado pelas maldições vindas do hades!

Sem risos de noite no jardim.

Sem abraços na grama ao olhar as estrelas,
Sem passeios debaixo da chuva.


Cem beijos na areia da praia?

Sem beijos na areia da praia.

Solidão no leito de um hospital
E a maldita lembrança de um amor
Que nunca aconteceu
E nunca acontecerá.



Sem motivos pra pular de alegria.
Cem motivos pra cometer suicídio
Neste planeta apodrecido.
Mais um amor para ser esquecido!

JM JAMILA MAFRA

Género: