Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Sensações a sós

Sensações a sós

Em sua cama a mente viaja em sensações sensacionais

Sensações periféricas pulsam em todo o seu corpo

Nada sensato vem em pensamentos, só as sensações do corpo

As mãos ensaiam toques preliminares, suaves de início

As sensações aumentam a medida que sua mãos tateiam

Desejo por si, desejo por nada, desejo por desejo

O mundo pára de existir fora dali, e ali, só toques sensuais

A cada segundo aumentam as sensações, mundo fica menor ainda

Mãos apertam, prendem, soltam, arranham, amassam, deslizam

Num momento, em espasmos quase convulsivos, vêm o ápice do prazer a sós.

 

Charles Silva

Género: