Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

SILENCIO

o silencio falava da tua ausência
dizia o quanto estavas longe
nas palavras caladas
que me lembravam a tua existência
com a intensidade que o amor abrange
em histórias lembradas
que eram o som da solidão
que morava em mim a todo o momento
o eco do meu coração
que gemia com o sofrimento
ficava calada, escutando a tua voz
ouvia-te declamar um poema de amor
lindos versos que falavam de nós
num silencio que aumentava a minha dor
fazias teu o brilho das estrelas
com o lua iluminavas a minha saudade
com o vento pintavas as aguarelas
que no silencio mostravam a tua afectividade
preenchias o vazio do teu silencio
com os recortes da nossa paixão
colavas-os com o desejo que era prenuncio
de que não sairias do meu coração
irrompia em mim um raio de luz
enquanto ficava a falar sozinha
era o som que a solidão produz
escutando outra voz que não a minha

angela caboz

 

Género: