Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Sinais eternos

            Sinais eternos

 

Sempre lado a lado, formando um par !

Bicam-se como jovens a beijar !

Ele, orgulhoso no seu emproar,

Vai-a seduzindo , p'ra  acasalar !

 

A pombinha branca age ignorando.

No chão do jardim, vai-se alimentando.

Ele, firmemente, a vai volteando

Até obter o que está cobiçando!...

 

Jardim de pombos e flores enfeitado !

De casais, que o amor vão libertando !

Alegria pura se vai soltando !...

 

Passarão gerações neste relvado

De pombos...de flores...de namorados !...

O beijo... O amor...eternizados!!!

Género: