Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Sobre a lua

Sobre a sombra da lua

Nossos corpos se tocavam

Nossas bocas se queimavam

Em um frêmito de prazer.

O frescor de seus lábios rutilantes

Acalentavam -se entre meus seios

Fazendo com que minha mão tremula

Buscasse calorosamente o seu afago.

O suor que percorria seu pescoço

Me envenenava lentamente

Seu toque quente me seduzia me despia.

E neste constante pecado

O aconchego da lua se fechou

Contudo seu frescor ainda permaneces em mim.

 

 S.M. 

Género: 
Você votou 'Não gosto'.

Comentários

Lindo poema!

É um poema que toca, parabens poetisa.

João Murty

 

 

Fico muito grata pelo elogio,

 

Obrigada, 

 

Abraços =)

Muito lindo! É de arrepiar! um pouco erótico também.

Parabéns!

Abraços!

Muito lindo! É de arrepiar! um pouco erótico também.

Parabéns!

Abraços!

Muito lindo! É de arrepiar! um pouco erótico também.

Parabéns!

Abraços!