Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

SOL

            SOL

      SOL BRILHANTE, SOL RADIOSO,

      CHEGA-TE A MIM DEVAGAR,

      E TOCA-ME DE MANSINHO

      NÃO VÁS MEUS OLHOS CEGAR.

 

      OLHOS TRISTES E CANSADOS,

      DE TANTO TEREM DE OLHAR,

      DE VEREM SONHOS DESFEITOS,

      RASGADOS, SOLTOS NO AR.

 

      TRAZ-ME SOL TEU ACONCHEGO

      FAZ-ME BRILHAR O OLHAR !

      MAS FÁ-LO DEVAGARINHO,

      QUERO VOLTAR A SONHAR.

 

      LEVA SOL, LEVA CONTIGO,

      TODA A MINHA SOLIDÃO.

      NA VOLTA, TRAZ-ME UM AMIGO,

      QUE SAIBA DAR-ME CARINHO

      SEU OMBRO...NUMA CANÇÃO!"

 

      TANTO BRILHO, TANTO CALOR,

      PREENCHEM ESPAÇO VAZIO

      E DÃO UM NOVO ALENTO,

      A ESTE DIA TÃO FRIO!

 

      FRIO GÉLIDO EM MEU PEITO,

      DE TREVAS E COM RAZÃO.

      ENTRA SOL, ENTRA PERFEITO,

      AQUECE MEU CORAÇÃO.

      

 

 

    

Género: