Solestício de verão

Acordo ao amanhecer
Com o chilrear dos passarinhos
Luzes ainda acesas
Com um céu num tom de incerteza
Meio escuro
Dia
De certeza
Tom alaranjado no horizonte
Sinal de calor
Vindo do seu interior
Lindas cores tu tens
Todas as manhãs és diferente
Deslumbras
Com tua beleza
Terror
Teu poder
Querer
Com tuas armas silenciosas
Matas com teu calor
Sem dó
Piedade
Quem se atravessa no teu caminho
Ficará sem destino
Rumo destroçado
Com cheiro a queimado
Ninguém te enfrenta
Porque não adianta
Porque és forte
Mais ninguém neste planeta
Teve essa sorte…
Muitas vozes falarão
Mas nenhumas te enfreterão
Neste Solesticio de verão.

Género: 
Você votou 'Não gosto'.