Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

SONHO PERDIDO

SONHO PERDIDO

 

Retalhos do tempo que se espalham em filamentos
Desfiando o vento de sonhos partidos
Fazem parte de uma longa estrada
Que temos que percorrer
Acreditar sempre ...
Buscar o florescer
Alimentar esta semente que volta a crescer
São raízes enfincadas em terra nobre do coração
Pode passar o tempo, mas elas não seriam perdidas
Basta uma dose de estímulo para poder ressurgir
É como fosse um oásis perdido
Com o tempo o caminho é reencontrado
No grito do coração
Fazendo brilhar as chamas de contentamento
Dando esperança ao sofrido coração
Que espera a algum tempo pelo sonho perdido
Pra seguir com sua paixão...

Margarida Cabral

 

Género: