Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Tripice cordão

Algo bento, que possa abençoar
O paradigma santo no novo amanhecer
A carne enfraquecida precisa de alento
Aliviar sofrimento.
Vamos juntos, fazer de nossas asas
Instrumentos de viagem
Voar abraçados!
Desafiar precipícios que
Foram para sonhos
O carmim da mortalha.
Vamos meu anjo e amor
Elevar belos sentimento.

Ar fresco, liberdade branda
Temos um ao outro
Amor apaziguado,
Como criança numa feliz ciranda
Além de voarmos intensamente juntos
Aceito caminhar com você pela eternidade
Caminhos ladrilhados por Deus
Para santificar os caminhos nossos
Ah amor! Não sou egoísta e deixo
Registrado em pergaminho
A nossa história prazerosa
E contar a outras gerações
Que o nosso amor não seguiu
Por linhas tortas.
Vimos até nas tempestades da vida,
O amor nos preparar muitos milagres.

Abismos mortais que deixamos
Na eternidade de nossos esquecimentos
Viveremos sempre atentos
Colheremos neste jardim
Apenas belos sentimentos
Perfeita a beleza do nosso paraíso
Agradecidos por tantas provisões,
Pois, Deus e entre nós
Um tríplice cordão.

Género: