Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Vazios!

Ah, os teus vazios

eu poeta, preencho com versos

algumas rimas poéticas

faço assim, pulsar o coração

o meu…o teu… nossa exaltação

loucos desejos inflamados

és a minha musa… a inspiração

a cada nova noite de amor

Vazios não existem em mim

afinal, preencho-os ao seduzir

ao atiçar tua sublime mansidão!

(DiCello, 05/12/2015)

Género: