Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Versos Soltos 1

A vida não é como uma canção que eu canto,

A vida não é espantosa mas enche-me de espanto,

E ao tentar viver morri na solidão,

De quem já não acha razão.

 

E eu amava aquela garota mais que tudo,

Quando estava ao seu lado era o maior sortudo,

Mas ela foi e eu fiquei e já nada é igual,

E vou morrer neste frio da solidão que é fatal.

 

E não há mais ninguém capaz de me dar calor,

De aquecer este coração com algum amor,

E lá vou eu ao sabor da maré e do vento,

Num mar de choro, de sombra e lamento.

Género: 
Você votou 'Gosto'.