Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Adeus fado adeus guitarras

Adeus fado, adeus guitarras
Adeus fadistas amigos,
Eu vou deixar de cantar
Vou deixar o que mais gosto
Mas não posso continuar.
Porque já passei da idade
Porque não me fica bem.
Alguém me pensa travar...
Eles não pensam nem sabem
A vida que a gente tem
Quando começa a cantar.
E neste fado que eu canto,
Quero bem alto dizer
Neste tom tão magoado...
Quando a minha voz levanto
Ela ainda quer dizer
Que é a voz do nosso Fado.
Ao Fado me dediquei
E do Fado sempre gostei.
É pena ter que o deixar
Mas enquanto eu tiver vos
Se o Fado é de todos nós
Quero morrer a cantar
 
Género: