Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Outro Dia

Apenas outro dia, em outro ano

Já nao reconheço estes olhos, já nao reconheço estas maos

Acredita quando digo que eu ja nao me conheço

Podes voltar ao tempoq ue era eu?

Eu tentei lutar arduamente para ficarmos juntos

Sei que ja nao estamos juntos, diz-me quem eu era

Olha para dentro de mim, eu estou a  morrer

Eu sangro por ti,

Estou a perder o meu caminho á tua volta

o ceu cinzento tudo a gritar,

Escolhes agora o meu coraçao porque está a bater?

Arranca a minha pele, tira os meus pecados

Guarda-os nesse teu corpo vazio

Eu vou ser o teu corvo,que vai comer os teus pedaços podres

Grita, esfola a minha pela, roubaos meus pecados

Aqui estou eu todos os dias a sangrar por ti

Sangro por ti todos os dias...

Batalha inacabada...

Género: 
Declamador: