Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Tudo ok

Vais no cmainho com eles, sei que nao me ouves...

No momento que durmo, no momento que acordo estarei a teu lado, nao me pares.

Foge enquanto podes. Porque queres que mude? Porque nao mudas tu?

Agarras tanto essa amizade, para quem nunca ligou e de repente liga. Sempre esteve á tua espera.

Eu estive á tua espera e nunca vis-te. O que vis-te foi estar ao lado deles a fumar a beber.

É este o momento que tanto gostas. Espero que um dia acorde e possa ser eu a estar na plateia. No dia que estiveres a cair, eles vai ser os primeiros a fugir.

Posso passar por ti, mas nao te ajudo nunca tives-te ao meu lado quando mais precisei. Mas como nao sou orgulhoso, vou esticar a minha mao e vou erguer-te... como sempre

Acho que estou a ser um guerreiro. Como vou morrer? Já estou apunhalado que chegue nas costas e ainda aqui estou.

Como é possivel, estar aqui e nada muda? É como fosse tudo surreal..

Nao existo mais. Morri de vez para ela.

Queres o meu trono? Leva.

Nunca vais roubar o meu pensamento...

Como eu ja sei o teu de cor!

Género: 
Declamador: