Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

AMAZÔNIA PEDE SOCORRO

AMAZÔNIA PEDE SOCORRO

Madalena Cordeiro

Sou Natureza mas, não humana. Sou Amazônia, "País dos animais".

Porque você vem aqui, se não for para admirar a minha beleza? Por quê?

Você vem com uma serra do mal e derruba as minhas árvores?

Os meus animais ficam assustados, desalojados... Por quê?

 Eu sou Amazônia, mãe de família, os meus pulmões, coração e os demais orgãos trabalham pelo Brasil.

Você sabia? Que eu tenho o orifício também? Sim! Aquele que é necessário e que só faz merda.

Desculpe-me a expressão!

Mas, é verdade.

O orifício são aqueles que vêm aqui perturbar o meu sossego.

Eu vou escrever uma carta as Autoridades pedindo socorro.

 

Natureza, 01 de agosto de 2021 

Prezados Senhores!

É com muita tristeza e alegria ao mesmo tempo em que lhe escrevo estas linhas.

Eu sinto alegria de ver os meus animais correndo de um lado para outro reproduzindo alegres etc.

Porém, por outro lado, eu sinto uma grande tristeza em ver minhas árvores tombando e junto a elas os ninhos de pássaros que tiveram o trabalho de fazer os seu ninhos e ver tudo ir para o chão. Eu sinto tristeza em ver minhas nascentes de águas cristalinas sendo poluídas, animais sendo abatidos, sacrificados inocentes. Por favor! Socorre-me! Vou deixar aqui um recado: "Se eu morrer o Brasil morrerá também. Eu sou a Amazônia! O pulmão do Brasil".

AMAZÔNIA-SOS-COM MADALENA CORDEIRO

 

 

Género: 

Comentários

Vamos ter raciocínios acerca da Amazônia. Lá é a fonte de quase toda a riqueza brasileira. Ou, até mesmo a vida do país. O homem não se aquieta. Constantemente querendo por as suas mãos na Amazônia e destruí-la. Ela grita: "SOCORRO"!!!

Madalena Cordeiro-Lua-A Poetisa das Palavras Doces.