Quimera dos desejos

Ah! Pudesse eu desfrutar a doçura
Da tua pele em minhas mãos
E do teu coração a frescura
No sussurrar de sonhos vãos!

Ah! Pudesse eu tecer um véu de ternura
Tão fino como da areia os grãos
E cobrir a tua alma numa noite escura
Atando-te em meus braços sãos!

Ah! Pudesse eu beber teus beijos
Como água deleitosa e pura
E derreter na tua chama os meus desejos!

Ah! Pudesse eu sentir na cintura
O calor e a firmeza das tuas mãos
Na quimera da minha loucura!

Género: 
Você votou 'Não gosto'.

Comentários

Lindo poema....parabéns..

Parabéns Gaça Mendes, belo soneto bom enquadramento poético.

Cumprimentos,

João Murty

 

 

Obrigada! :)