Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Água Mineral (19)

O peixe espuma pela boca,

e eu vomito pelo coração.

A verdade, é mesmo, pouca,

mesmo assim espero seu perdão.

 

Bastão de carvão na minha mão.

Teclado iluminado que não fica parado.

 

Rótulo de água mineral,

“mata a sede”,

Esfomeada a mente.

Mesmo assim espero seu perdão.

Género: