Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

[Área de penumbra]

Na penumbra da manhã que chega tão rápido

 

 

Na penumbra em que dois corpos queriam ser um só.

Dentro da penumbra da minha boca
Veio um "te amo" que por duas vezes quis sair com a força de um jato de artéria.
Eu engoli estas malditas palavras
As estou digerindo como a uma toxina ao qual já estou imune.
Lançar este veneno...não mais!

 

Género: