Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

BEIJAR O TEU BEIJO

BEIJAR O TEU BEIJO

Guardo esse olhar límpido como dois lagos
E na memoria o cheiro do teu corpo confidente
Prende-me tua pele ao perfume dos teus seios
Ondulante, dardejante envolvido nos meus afagos
Na amargura do partir, ficou apenas esse beijo ardente.

Revejo os teus olhos de um azul cintilante
Faiscando na última noite voluptuosa
Foi um tempo flamejante tão distante
Marcado por utopias de uma espera tortuosa.

Cruze a memória desse ultimo adeus
Recordo-te, distorço a tua imagem imaculada
Para reviver o teu carinho e os lábios teus
Nesta forja de frases rubras, do tudo ou nada.

Nas palavras murmurantes do desejo
Tão perto e tão longe que não te avisto
Coloquei asas prematuras no meu beijo
Neste querer que tanto insiste
Beijar esse teu beijo, que resiste.

João Murty

 
Género: 

Comentários

Belo e flamejante, parece que tudo acende neste instante... Depois de um olhar distante que ficou para trás, talvez não volte nunca mais... Mas vamos olhar para frente; quem sabe o amor brota novamente?

É só quem sente!!!

Beijos!

Da: "Poetisa das palavras doces"

Minha "Doce" Madalena

Obrigado pelas tuaspalavras.

Não obstante só nos conhecermos virtualmente, tivemos grande empatia, sobre a qual vai cimentando uma boa amizade.

João Murty

Sim uma boa amizade! " UMA AMIZADE VERDADEIRA É O PRINCÍPIO DE UM AMOR"! De: Madalena Cordeiro...

"Poetisa das palavras doces"

(José João Murt...)

Muito lindo este poema. Tem musicalidade. Um dos mais bonitos poemas que li aqui.

Gostei mesmo muito.

Parabens!