BORBOLETA PINTADINHA

BORBOLETA PINTADINHA

Borboleta Pintadinha,

pinta aqui, pinta acolá...

Pinta a casa do meu sogro!

Que amanhã eu passo lá.

Borboleta pintadinha...

Quantas pintas você tem?

Se tiver noventa e nove;

Falta uma para cem.

 

Madalena Cordeiro

 

Género: 
Você votou 'Gosto'.

Comentários

"Vou contar as suas pintas, até sono chegar. 

Se você bater asa e voar; aí, não posso contar.

Vou dormir que já é hora!

Acordar ao romper da aurora.

Borboleta pintadinha, và embora!

Mdalena Cordeiro

 

Adoro as borboletas,

adoro-as por elas serem livres

por elas se transformarem

serem lagarta, casulo...

e que quando amadurecem

se tornam libertas

e viajam pelo mundo

encantando-nos os olhares

São leveza... beleza

esperam o seu tempo

para viverem intensamente

(DiCello)

Que lindo DiCello fonte de letras! Você é um livro Título: (DiCello Fonte Das Letras).

Obrigada pelo comentário!

Abraços!

Madalena Cordeiro

Que poema mais engraçado Madalena! Adorei!

Obrigada Fernada! Fico feliz em ter gostado! "A borboleta adquire cores e pintas, pela força que faz no casulo".

Nas Eleições serei uma boboleta parada  e o meu voto será nulo.

Nada a ver uma coisa com a outra, mas, podemos comparar...

Eles voam de um lado para outro bajulando quem vai votar.

"Eu bajulo a borboleta, porque ela é linda demais!

Não me pede nada em troca, só quer que sejamos leais". 

Madalen Cordeiro

Voa e pousa de qualquer geito

Paira e descansa na minha mão

Num cenário quase perfeito

És vida na aguarela que ilustra a ilusão!

João Murty

"Quero ser essa borboleta e pousar em sua mão. Pega-me com jeitinho, sou tão frágil, mas levo grande alegria, vem pegar-me, voarei, me escondo atras das folhas, quero ver você me pegar! Vem! Estou aqui; bem aqui, ó eu aqui, vem me pegar! Vou voar! Olha, eu já estou lá! Brincando de esconde-esconde com o poeta José João Murty. Somos borboletas poéticas"...

Madlena Cordeiro

Abraços!

Eu te garanto borboleta...

gosto, me deleito com as cores

com a beleza da tua silhueta

Tuas asas multicoloridas

dão cor ao jardim da minha vida

fazem-me inspirar... traduzindo

embalando o coração

Pulsa... vibra acelerado

és poema, minha inspiração

Voa borboleta... voa livre... fagueira

és tão bela... lindíssima

pousa no meu jardim...

ele tem flores mil... enfim

Bela borboleta... sente o vento

venha quando tivermos sol

colorirás os meus jardins

és poesia e emoção sem fim

(DiCello, 12/09/2016) 

Quero voar! você irá contar minhas pintas,

quero ver se coseguirá. Há pintas no mais profundo esconderijo...

Você é curioso, com cesteza irá encontrar.

Na beleza da minha silhueta

Irá se encantar com a borboleta (...)

 

Madalena Cordeiro

Abraços DiCello poeta!

Estou chegando em suas mãos! Quero que você conte minhas pintas, tenho pintas no mais profundo esconderijo. Você é curioso, sei que irá contar.

Na beleza da minha silhueta...

Você irá se encantar com a borboleta (...)

Madalena Cordeiro

Abraços DiCello!

Parabéns pela borboletinha graciosa!

bjs

Obrigada Nereida! "Voa voa borboleta...  

Vá procurar o seu bem!

Se por acaso não o encontrar...

Volta aqui; estou sem ninguém".

 

Madalena Cordeiro