Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

FRAGMENTOS - NOITE DE ESPIRITOS I

FRAGMENTOS - NOITE DE ESPIRITOS - I

Foi a noite mais louca
de todas as noites!

Invoquei, chamei, e tu chegaste……….

Num vórtice de luz, brincando, escondendo
ondulando na escuridão, em vagas de desejo
sombras fugazes, longas esbranquiçadas,
lábios alvos sequiosos bebem na imaginação
dois vultos catalépticos, presos num beijo
correria etérea, num espaço sombrio em negra magia
rumores, suspiros cadenciados reabrem a ilusão
um estrebuchar bruxuleante, de prazer maldito
condensando o tempo, até ao romper do dia
nas asas do querer, voei alcançado o proibido.

Foi a noite mais triste de todas as noites

Eu pedi, insisti, mas tu não ficaste……….

João Murty

Género: 

Comentários

Gostei muito de ler o seu poema.

Parabéns! Está bonito.

Obrigado Mónica

Este poema(s), integra o próximo livro "FRAGMENTOS", cujo conteúdo é composto por duas partes: Uma com cerca de +- 60 poemas livres e outra com cerca de 30 Duetos.

Força Mónica... É sempre bem vinda.

Cumprimentos,

 

João Murty

 

 

João Murti gostei!

Beijinjo e muito carinho!

Um beijinho

Lindo poema, muito profundo, real e verdadeiro.

E porque toda esta fantasia existe!

Parabéns!

Cara Antonina, obrigado pela sua visita. É na poesia que a humanidade se encontra. Percorrê-la exige amanhecer a cada noite, até as rugas se tornarem vida. Tudo o que amamos profundamente, converte-se em parte de nós mesmos. Essa continuidade é dada pelo amor que escrevemos, e por aquele, que em dobro recebemos, quando as nossas palavras são lidas. É sempre bem vinda a este cantinho. Cumprimentos, João Murty

Um especial obrigado !
São leituras como estas que preenchem a alma!

João Murti... Leio e releio, em parte,  agumas fantasias eu creio! Esta fantasia que se chama poesia, às vezes não é fantasia; mas sim, alegria!

Parabéns!!!

Beijinhos!

É bom viajar na doçura das tuas palavras!

Um Beijo,

João Murty