Messias...

Profeta das mil e uma noites,
chegas anunciando o Amor,
eu rendo-me à tua crença,
entrego-me em teu calor...
Sigo-te estrada adentro,
por esses caminhos de ti,
peregrino sobre o teu corpo,
na esperança de te ter em mim...
Bebo das tuas palavras,
da tua carne eu como o pão,
que o diabo amassou,
junto com o meu coração...
Trazes vida à minha vida,
fé à minha descrença,
embutiste-te na minha pele,
sem sequer pedir licença...
De onde vens não importa,
chegaste na hora certa,
para me tomar em teus braços,
e deixar-me a alma por ti coberta...

*** Ártemis ***

Género: 
Você votou 'Não gosto'.

Comentários

MAGNIFICO, PARABENS PELA BELA CONSTRUÇÃO DESSE POEMA. BJS

Obrigada pelas suas palavras...

sou muito grata por continuar a ler-me...

Abraço poetico

Ártemis

Gostei muito mesmo, belo e profundo. Abraços.

Seja muito bem vindo à minha poesia...aos devaneios poeticos!

Sou grata pelas suas palavras e por ler-me!

Abraço

Ártemis

Gostei. Um bom momento, como tantos outros que tem partilhado.

Um beijinho

 

Minha linda Ártemis! Que belo poema! Quando isso me aconteceu deu-me vontade fazer de minha pele um papel e enbrulhar o contúdo humano dentro de mim e guarda-lo para sempre! Mas infelizmente ele não sentiu o mesmo, me maltratou até que tudo isso acabou!

Parabéns! Filha!!!

Arrojado e belo.

Abraço

Miguel