Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Números mágicos...

existe qualquer coisa nos números,
que sempre me fascinou,
embora eu com a matemática,
simplesmente não me dou...
prefiro as letras aos números,
mas tenho que dar a mão á palmatória,
os algarismos quando bem ligados,
podem contar a nossa estória...
Eles dão-se aos olhares em código,
mas só quem sabe consegue ver,
que por trás da aritmética,
existe um mundo a se esconder...
Eu gosto de observá-los,
tirar-lhes muitas vezes a pinta,
mas confesso que sempre que posso,
não gasto com eles nenhuma tinta...
Mas que existem números mágicos,
isso não se pode negar,
temos o exemplo do 69,
que muitos hão de gostar...
Observem bem a cumplicidade,
dos números seis e do nove,
e digam-me lá que ao olhá-los,
algo em vocês não se move?!
É um número que faz magia,
ao corpo de quem o lê,
ainda bem que este efeito,
a olho nu não se vê...
Havia de ser bonito,
pôr os pensamentos ilustrados,
quantos corpos se veriam
uns nos outros encaixados...
Línguas transgressoras,
palmilhando o terreno,
provado o beijo da morte,
e engolindo o seu veneno...
Este número tem personalidade.
e tem cheiro também,
quem dele se perfumar,
fica pois dele refém...

*** Ártemis ***

Género: 

Comentários

Trazes a tona emoções do dia a dia, em números mágicos.

Parabéns, gostei muito. - 

 

Charles Silva

 

Minha linda... Você e eu estamos entre os entrevistado de 2013!

Não é maravilhoso? No Facepoesiafaclube. Curte minha nova página Madalena Cordeiro... Parabéns pelo poema!

Abraços!

Tão perfeito e belo quanto a própria matemática.