Noites Claras e Fontes Escuras

Quanto vale o maior dos seus sonhos

Quando é preciso que vários outros morram?

E quanto vale uma história

Quando é preciso aceitar outra que lhe vêm aquém?

 

Deitara em mim e eu em você,

Nas horas em que a noite era mansa.

Mas onde estava seu peito e perfume

Quando me propus a velejar pelos mares que não conhecia?

 

Ah, como foi doloroso afastar-me,

Quando era só você que poderia me curar.

Foi sozinho que lhe encontrei e perdi.

 

Sozinhos estaremos

Quando carecermos de nos amar.

Género: 
Você votou 'Gosto'.

Comentários

 

O AMOR SEMPRE ESTA PRESENTE EM NOSSA EMOÇÃO , EXTERNARMOS O QUE SENTIMOS MOSTRA SEMPRE OS VALORES QUE POSSUÍMOS PARABÉNS , MUITO LINDO SUA INSPIRAÇÃO  - JOSÉ ADÃO

 

 

 

O AMOR SEMPRE ESTA PRESENTE EM NOSSA EMOÇÃO , EXTERNARMOS O QUE SENTIMOS MOSTRA SEMPRE OS VALORES QUE POSSUÍMOS PARABÉNS , MUITO LINDO SUA INSPIRAÇÃO  - JOSÉ ADÃO
 
 

Muito obrigado, Adão. E que a arte de amar nos ensine a entender nossa própria solidão. Hoje e sempre. Abraços!

nada aquem dos seus sonhos deve passar por cima deles, o que é próprio sempre será mais valioso, belo e triste poema.

nada aquem dos seus sonhos deve passar por cima deles, o que é próprio sempre será mais valioso, belo e triste poema.

O que escrevi teve mais uma conotação de Goethe sobre os sonhos.