Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

O QUE HÁ NO TEU POEMA?

ROBERTA FLACK KILLING ME SOFTLY LEGENDADO EM PORTUGUÊS BR

No teu poema

há um verso de esperança

que ameniza  a minha dor.

Mas não me chega.

 

Di-lo abertamente:

Amas-me mesmo?

 

Se sim,

leva os meus fantasmas.

Faz-me sentir a tua flor delicada.

A tua musa inspiradora,

que sacia e arrebata

teus desejos e instintos.

 

Única.

Só tua.

Indelével.

 

Se não,

Vai e guarda-te de mim!

Fecha portas e janelas.

Livra-te da minha sombra.

Vai meu amor. Vai!

 

Posso ser lava incandescente

que te queima.

 

© Paula Pedro

 

Fonte: https://pamarepe.wordpress.com/2016/06/22/poeta-me-poetas-9-o-que-ha-no-teu-poema/

Género: 

Comentários

Simples! Profundo! Maravilhoso!

Parabéns!

Muito obrigada pelo elogio, e pela leitura atenta.

Beijinhos :)

Paula Pedro

Lindíssimo! "A música faz as letras dançarem. O coração pula, não bate, acaricia não dói.

A alma voa; não anda à pé e enquanto voa ouve e sente a doçura do poema.

Abraços!

M.C.R

Lindíssimo! "A música faz as letras dançarem. O coração pula, não bate, acaricia não dói.

A alma voa; não anda à pé e enquanto voa ouve e sente a doçura do poema".

Abraços!

M.C.R

Pelo elogio carinhoso ao poema.

Beijinhos. :)

Paula Pedro