Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

PERFIL NA MADRUGADA

PERFIL NA MADRUGADA
 
Quero o reflexo do brilho na vidraça
Quero seu rosto em mil espelhos refletidos
Pra que tudo tenha sentido
E nada fique pra depois se explicar
Espero a neblina que revela
O brilho da luz que vem bem atrás
Da esperança que já não existe
Do sol que não quer mais se deixar ver
Com vergonha dos pensamentos obscenos
Que os ratos espalham na madrugada
Só quem anda a esmo nas noites frias
É que conhece a verdadeira história
E o começo de tudo que se mostra
Mas  a consciência esconde 
Misturando-se entre as trevas
Tornando irreconhecido o perfil
De quem perfila nas filas
Sentados nos bancos de areia
Que logo o vento vai levar
 
(Vera Helena)
Vitória/ES – Em 15/02/2013 - 

 
 

Género: 

Comentários

Belo Vera, belo...

tantas formas de nos vermos,

tantos jeitos de nos revelarmos....

 

Saudações!

 

_Abilio