Quando o amor perde o rosto

Quando o amor perde o rosto

Um fiasco deixa de ser

E o combate esta por acontecer.

 

Só quem se curva ao amor

Sabe curar cada etapa da ferida.

Sabe se portar no dia da despedida

 

Só aquele que já amou

Sabe que lembranças não são torturas.

Que promessas sobrevivem de aventuras

 

Só aquele que ama

Pode aprender com as palavras

Impedir que o mundo lhe remova a alma.

 

Só quem encara o amor

Doa-lhe certo entendimento

Para calcificar o ferimento.

 

 Só quem ama ou amou

Pode se perder do tempo

Sem notar a embriagues do momento.

 

 Enide Santos 27.06.17

 

Género: