Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Só te peço para Ficar

Chegaste sem nada para me dar,

Deste-te a mim e eu, a ti, me dei.

Disseste-me que me podias fazer voar,

Era verdade, mas eu não acreditei.

 

Passou a noite, foi duro ver-te partir,

Tu juraste que havias de retornar.

E fizeste-me voltar a dormir,

Fizeste-me viver, fizeste-me sonhar.

 

De um momento para o outro deixei de te ver,

Procurei-te em todos os cantos.

Pensei que iria acabar por padecer,

Afogado nas lágrimas e nos prantos.

 

Mas voltaste, como um raio solar,

E iluminaste toda a minha alma.

Meu abraço nunca te há-de soltar,

A minha vida pela tua calma…

 

E amo-te como se deve amar,

Como quem nada quer e tudo tem.

Peço a Deus que nos faça durar,

Ao infinito ou ainda mais além.

 

Eu bem sei que tens que dormir,

E só te peço para ficar.

Eu bem sei o que é querer partir,

Só te peço para ficar…

 

 

(28/06/2014 – 21:07)

Género: 

Comentários

Muito bonito. :)

António Cardoso's picture

Obrigado, Mónica! :)

Romântico! Muito lindo!

Parabéns!

António Cardoso's picture

Obrigado, Madalena! :)

É muito lindo!

Abraços laughkissheart ops!

Gostei do poema,

Um abraço

António Cardoso's picture

Muito Obrigado, amigo João Murty.

Um abraço.