Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Triste

Estou triste,

triste

até ao fundo do meu esqueleto,

não estou em desespero,

apenas triste.

Porque não se fecha

esta porta do meu pensamento,

já tentei,

mas tal como a porta do quarto

teima em ficar sempre aberta.

Procuro por ti

mas todo o percurso

leva à porta aberta

pela qual saiste e não voltaste a entrar

 

. Não sei o que aconteceu ...

ou não quero saber,

apenas sei que não estás

e como sinto a tua falta,

não quero fechar essa porta

na esperança que voltes a entrar por ela

quero ouvir-te dizer que queres ficar,

quero que o digas,

preciso que o digas

porque os dias sem ti

não fazem sentido ...

porque a vida sem ti...

não tem sentido !

Género: