Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

ULTIMATUM d`AMOUR

 

 

ULTIMATUM  d`AMOUR

 

 

antes que ame-a invisível

como um herói previsível

não me queixarei da presença

de um provisório tormento

 

ou de um perene lamento

em meu taciturno presente

como um dilema, um poema

um fonema que não consolide a rima

nas melodias, correnteza acima

navegando contra a corrente

e usando ínfima cadência

 

tolerando a negligência

que não ultrapasse a urgência

dessa solicitude

que é meu amor compartilhado

nas ruínas do que restou

dessa canção indomada

 

ao se consolidar nos versos

como um ultimatum

-resgate inadiável-

escorrendo em minhas mãos vazadas

com pressa para ser libertado

dos malogros de um indulto tênue

inepto em sua concepção

 

já que o fogo que queima na tocha

incendeia também a rocha

do meu coração quebrantado

-transtornado

por uma rebelde turvação  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Género: