Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Poema S Martinho do Novinho

 

Ondas sinusoidais inspiradoras do

movimento de S Martinho do Novinho

 

O som do mar. A alma a lavar, com o seu levar. O ócio silenciar.

 

Dar arte para todo o fruto aproveitar.

 

A mim e a ti cortar o ar.

Um sorriso tão lindo tem de se aproveitar.

Das maleitas jovens, diversificar ao diferenciar.

 

Pela minha pontuar.

Novas experiências proporcionar,

 

Um sem vida vivenciar.

 

Sem  julgar, para o ajudar a saltar a barreira que inibe do vento provar.

 

Misturar e oxidar o frustrado ar.

 

Minha mente impulsionar, dêm tudo o que têm para dar.

Não deixem uma oportunidade passar.

Porque á vossa mente tudo têm para dar.

 

Ás exteriores gentes com lentes: depende do quanto querem partilhar.

Género: 
Você votou 'Gosto'.

Comentários

Lindo! Gostei! É mente poeta, são letras a voar, nas folhas de papel ou tecla de computador, fica a nossa marca, nossa Logomarca e assim... Nunca terá fim!

Madalena Cordeiro

Abraços!

 

Pois bem poeta, gente com lentes, depende do quanto querem partilhar.

Muito grato por partilhar conosco vossa poesia,  com a vossa lente.

 -

Charles Silva

Olá caro  Miguel! é um prazer, gostei de teu poema, diferente, irreverente

interessante.  Na medida do possível irei lendo seus artigos

Bem vindo!  bjs

Minha mente impulsionar, dêm tudo o que têm para dar.

Não deixem uma oportunidade passar.

Porque á vossa mente tudo têm para dar.